BÉNARD da COSTA

joao%20benard%20da%20costa

Morreu João Bénard da Costa.

 O estatuto que grangeou na comunidade cinematográfica portuguesa, pela sua dedicação ao Cinema e às Artes, a sua disponibilidade para a discussão em torno dos filmes, a sua extraordinária actividade e lucidez (mesmo em devaneio), entre tantos elogios que certamente lhe serão feitos nestas horas de consternação, não estão ao alcance de qualquer um. Era um homem de excepcção e fará para sempre parte de uma pequena elite do Cinema Português. O prestígio que alcançou para a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, tornando-a das mais elogiadas em todo o mundo, é um feito notável.   

Encontrei-me uma única vez com o João Bénard da Costa. Foi em Guimarães, durante uma mostra de “clássicos”, nos minutos que antecederam a sessão de Ladrões de Bicicletas. Quando começamos a conversar, quis saber quem eu era e de onde vinha. Quando lhe disse que nasci em Amarante, logo me assediou com Pascoaes, Amadeo e Agustina, o que eu achei natural. Mas depois começou a falar de outros nomes que eu só muito vagamente conhecia. Fiquei, de facto, convencido estar perante um homem de uma cultura imensa. Sei-o, porque ia acompanhando, ainda que intermitentemente, o seu percurso pelos jornais, as suas crónicas e pontos de vista. Confesso que algumas das suas reflexões me foram úteis na programação (a que recordo mais vivamente foi sobre o Lancelote do Lago, de Bresson, o que me proporcionaria uma sessão memorável no Cineclube de Amarante).

Mas o facto de o ter encontrado em Guimarães, igualmente, me surpreendeu. Se bem me lembro – penitencio-me se estiver equivocado – foi uma das raríssimas oportunidades de ver a Cinemateca Portuguesa a ceder cópias para exibição fora de Lisboa (outra foi a Porto 2001 – Capital da Cultura). Não faço ideia das montanhas que terá sido necessário mover para convencer o Director da Cinemateca a fazê-lo. E aqui está onde eu queria chegar, agora – o pontificado de Bénard da Costa à frente da Cinemateca tem esta enorme mancha: a Cinemateca Portuguesa não ser, bem vistas as coisas, mais do que a Cinemateca “de Lisboa”.

Aos amantes de Cinema que nunca tiveram a “sorte” de viver na capital, o acesso ao acervo da Cinemateca não passou (não passa) de uma miragem e foi-lhes, reiteradamente, negado o seu visionamento. Não admira, pois, que surjam protestos e vontades unidas para a criação de uma Cinemateca do Porto, ou um pólo da actual Cinemateca da cidade do Norte. Mas, se tal vier a acontecer, não é, per si, garantia de que os “erros” apontados a Lisboa, não sejam cometidos no Porto.

João Bénard da Costa levou – até às últimas consequências – um conceito “museológico” hermético e restritivo das funções de preservação do património fílmico nacional e universal. Um conceito que não vemos aplicados com tão extremado rigor a um Da Vinci ou a uma múmia egípcia. Era uma linha que já existia na Cinemateca, antes de Bénard da Costa? É possível. Os futuros directores seguirão essa tendência? É bem possível.

Essa crítica (aliás a única) que sempre fiz a Bénard da Costa, de privar os cinéfilos do país de usufruirem da “sua” Cinemateca, contrariando, ao que julgo saber, a sua orientação estatutária de itinerância de cópias ou mesmo de deslocação dos meios técnicos e humanos da Cinemateca a todo o território nacional, é uma falha grave, que urge corrigir.

O que prova que João Bénard da Costa, para ter sido um grande homem e um vulto da Cultura Portuguesa, merecedor do maior respeito, não quer dizer que tenha feito, necessariamente, tudo bem.

Paulo Martins (programador do Filminho)

Anúncios
Explore posts in the same categories: Crónicas

Etiquetas:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s


%d bloggers like this: